>
(61)3436-5255
Clique e baixe o cartão de visitas
Centro de Especialidades Pediátricas
Ir para o conteúdo

Menu principal:

CEPResponde


Como prevenir a elevação do colesterol na infância?
A Dra. Aline Souza, nutricionista do CEP, responde:


O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) encontrada naturalmente em nosso organismo, fundamental para o seu funcionamento normal. Nosso corpo usa o colesterol para produzir vários hormônios, vitamina D e ácidos biliares que ajudam na digestão das gorduras. Apresentamos basicamente duas fontes de colesterol: uma que é derivada de alimentos (exógena) e outra que é produzida pelo nosso próprio organismo (endógena). Se ingerirmos em excesso alimentos gordurosos, associado a nossa produção, teremos um acúmulo exagerado que é o colesterol alto.


    
As crianças e os adultos podem ter colesterol elevado independente do peso estar acima ou abaixo do padrão de normalidade. Geralmente as crianças apresentam colesterol elevado quando há uma dieta inadequada (com um maior consumo de alimentos industrializados e redução de alimentos ricos em fibras), associada à falta de atividade física e a fatores genéticos. Após a introdução da alimentação complementar deve-se preocupar com o colesterol.


A formação de placas de gordura, que no futuro causam infarto e acidente vascular cerebral (derrame) podem se iniciar na infância. A melhor forma para evitar estas complicações é com uma alimentação equilibrada associada à atividade física.
            

Segue abaixo orientações alimentares para prevenção e controle do colesterol:

Preferir

  • Até 1 ovo cozido, pochê ou mexido no leite desnatado ao dia;

  • Leite/iogurte/coalhada desnatados, queijo branco, ricota, cottage, requeijão light, margarina light (até 40% lipídios) ou líquida;

  • Carne bovina magra (coxão-duro e patinho), peito de frango, peru ou chester sem pele;

  • Peixes gordos (ômega-3 = reduz LDL-c): sardinha, atum, salmão, arenque;

  • Folhosos à vontade: couve, alface, agrião, espinafre, bertalha;

  • 1 colher de sopa de farelo de aveia por dia;

  • Cereais integrais: pão, biscoito, macarrão e arroz;

  • Leguminosas diariamente: feijão preto, branco, manteiga, mulatinho, grão-de-bico, soja, lentilha, ervilha, fradinho;

  • Óleo de canola e azeite de oliva;

  • Abacate, amêndoa, castanha-de-caju, castanha-do-pará, nozes;

  • Soja (leite, grão, tofu, proteína vegetal texturizada);

  • Vegetais ricos em ácido fólico: espinafre, abóbora;

  • Alimentos antioxidantes: laranja, kiwi, limão, alho, couve-flor, brócolis, cenoura.

  • Sugestões de coquetel hipocolesterolêmico: 1 copo de suco de laranja ou leite desnatado, 1 banana, 2 colheres de sopa de farinha de soja.


Evitar

  • Margarina comum (80% lipídios), manteiga, creme de leite, leite/ iogurte/ coalhada, integrais, queijos cremosos e amarelos (prato, parmesão, muçarela), nata de leite, gordura hidrogenada, banha animal, óleo e leite de coco;

  • Bacon, toucinho, linguiças, salame, paio, presunto, mortadela;

  • Pele de aves, gordura visível da carne, rim, fígado, coração;

  • Produtos industrializados congelados (empanados, hambúrguer);

  • Pães doces com cremes, biscoitos recheados, amanteigados, wafers;

  • Massas com molhos cremosos: à base de molho branco ou queijos;

  • Sorvetes cremosos ou com gordura vegetal hidrogenada;

  • Cremes chantilly, maionese; molhos prontos para saladas;

  • Doces concentrados como goiabada, doce de leite, bananada, chocolates, tortas, bolos com cremes;

  • Bebidas achocolatadas;

  • Refrigerantes.


Cada caso é um caso e recomenda-se que a dieta seja realizada com a orientação de um especialista.
Esta resposta tem caráter educativo para esclarecimento e orientação dos pais.
Criança feliz é criança com saúde!

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal